quinta-feira, 21 de abril de 2011

Gloxínia-verdadeira (Gloxinia perennis)


                 Sempre fui apaixonado por Gloxínias e, quando o Murilo trouxe esta, retirada da Mata Atlântica em Santa Catarina, fiquei apaixonado, pois não a conhecia! Está se desenvolvendo muito bem na Quinta, mas em ambiente úmido e, quando em flor chama a atenção, pois estas têm um tom de azul muito bonito.
              Herbácea rizomatosa da família das Gesneriáceas, cultivada raramente como planta ornamental, originária do Brasil, Colômbia e Peru. Seu porte varia de 0,40 cm até 1,0 metro de altura de acordo com a luminosidade do local. As folhas são denteadas, cerosas e com um brilho intenso na face de cima e avermelhadas na parte de baixo e ajudam a destacar ainda mais as inflorescências na ponta dos ramos que podem adquirir uma coloração rosa-azulada muito decorativa.
              É uma espécie muito rústica e exigente quanto ao substrato que deve ser rico em matéria orgânica e permanecer sempre úmido, mas não encharcado. Deve ser cultivada à meia sombra, desenvolvendo-se também à sombra, mas com menor quantidade de flores e porte maior.
              Em regiões de clima subtropical a espécie entre em repouso vegetativo, voltando a rebrotar na primavera.
Mudas podem ser feitas através da divisão dos rizomas da planta.


Um comentário: