segunda-feira, 30 de maio de 2011

Clerodendro-branco (Clerodendron wallichii )

          

          Décadas atrás este belo arbusto era visto em muitos jardins pelo Brasil  mas, infelizmente, é outra planta que caiu em desuso.
          Originário da Índia, China e sul e sudeste da Ásia, esse arbusto semi-lenhoso, muito ramificado, de galhos pendentes e cobertos por folhas alongadas, lanceoladas, verde-brilhantes e com nervuras marcantes, tem crescimento moderado, alcançando até 3 metros de altura. O verde intenso das folhas destaca as inflorescências também pendentes e que ficam repletas de flores brancas e perfumadas durante a primavera e verão, atraindo beija-flores e borboletas para o jardim. Suas sépalas são vermelhas e o fruto, quando maduro, torna-se negro, criando um efeito muito bonito.
          Aprecia sol pleno ou meia sombra, solo rico em matéria orgânica mantido úmido, mas não encharcado. Pode ser cultivado em todo o Brasil, excetuando-se regiões sujeitas à geadas.
          Usado em renques acompanhando muros e em agrupamentos o seu efeito ornamental é belíssimo, mas como elemento isolado em canteiros ou vasos as inflorescências pendentes ganham um destaque especial.
          A planta pode ser atacada por formigas cortadeiras, por isso é recomendado manter vigilância constante.
          Sua propagação é feita através de estacas no final do inverno.
          Em inglês é chamada Nodding Clerodendron ou Bridal's Veil (Véu de Noiva) sendo, inclusive usada em buquês de noiva.

2 comentários: