segunda-feira, 2 de junho de 2014

Tridentea geminiflora


             Essa planta com flores de coloração vinho, quase negras, nos surpreendeu um dia, quando chegávamos à Quinta do Brejo! Sete flores enormes de uma só vez! E ainda muitos botões para abrir! Um show!
                   Nativa da África do Sul, essa suculenta da família Apocynaceae, deslumbrou todos que a viram nos dias seguintes. Como quase todas as asclepiadáceas, possui ramos carnosos,  que são eretos no início do desenvolvimento e se prostram com o tempo, cobertos por estruturas pontiagudas. semelhantes à espinhos. São de cor verde-pálida, mas se colocadas ao sol pleno, adquirem uma coloração avermelhada ou arroxeada, mas se tornam mais rígidos e não produzem flores. Atingem aproximada mente 15 cm.
                    Suas flores de cinco pétalas atingem cerca de 10 cm de diâmetro, e são consideradas quase negras, cobertas de pelos da mesma cor. Aparecem do começo do verão até o outono e apresentam cheiro pútrido, atraindo moscas.


                    Não é uma das asclepiadáceas de cultivo mais fácil, necessitando de calor, que é indispensável para a floração, e luz intensa, mas indireta. Devem de preferência ser plantadas em vasos rasos e largos, em substrato bem arenoso e poroso. Regas bem esparsas no inverno, moderada na primavera e mais abundantes no verão, deixando-se o solo secar entre uma rega e outra.


      Sua multiplicação se faz por estaquia dos ramos, sementes ou divisão das plantas.
                 São propensas à desenvolver uma podridão bacteriana se forem submetidas à excesso de umidade ou adensamento. É uma doença de difícil controle e que pode destruir uma coleção em pouco tempo.
                      Essa nossa quase jóia nos foi presenteada pela amiga Luiza Ferreira, de Joinville/SC, que ainda nos deve uma visita, para conferir se estamos cultivando-a de modo adequado.
                         Sinonímia: Stapelia gemniflora.








Referências:

1 - PILBEAM, J. 2010, STAPELIADS. The British Cactus & Succulent Society, UK

2 - site: http://www.sos-cactus.net/t889-tridentea-gemmiflora    Acessado em 02/06/2014

9 comentários:

  1. Adoraria ver de perto todas as maravilhas de plantas que vocês tem na Quinta do Brejo.
    Sei o amor que você e Edu tem pelas plantas e para mim foi uma honra na ocasião do seu aniversário eu poder dar de presente uma planta que em suas mãos ficou mais linda ainda!
    Desejo muito sucesso para vocês e que apresentem muitas plantas lindas para os nossos olhos.
    Deus abençôe vocês!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Quanto conhecimento pudemos adquirir com vocês ao longo desses anos. E temos certeza de que muito ainda está por vir. Vocês nos apresentam plantas e técnicas que jamais tínhamos visto ou quem nem sabíamos que existiam. Obrigada por compartilharem vossas experiências conosco. Muito sucesso é o que desejamos ao Quinta do Brejo, com muito carinho. Grande abraço, Cris Caldeira/Le Petit Jardin

    ResponderExcluir
  4. Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
    é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
    Tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
    Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, saiba que sempre retribuo seguido
    também o seu blog. Minhas saudações.
    António Batalha.
    Peregrino E Servo.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Morava em um apartamento que tinha uma pequeníssima varanda cercada por vidro. Era tão pequena que não dava para ninguém entrar. Então eu resolvi a transformar em uma floreira. Mas ali batia tanto sol, intensificado pelo vidro, que nada resistia. Até que um dia vi uma planta que parecei um cacto e pensei que podia aguentar o calor. Em pouco tempo ela se multiplicou e seguia forte. Até que um dia soltou um botão enorme! Eu, curiosíssima, não desgrudava os olhos. Mais surpresa fiquei quando se abriu!!!! Um estrala roxa e peluda. Corri para pesquisar e foi quando descobri que não era um caco e sim uma suculenta. O que quero dizer é que essa planta é super resistente, conseguiu se multiplicar na minha varanda-fornalha. Agora que moro em uma casa, ela não para de soltar flores!!!

    ResponderExcluir
  6. Ola, sou aqui de sc,vou sempre ao bromeliario tropica em blumenau e gostaria muito desta especie de tridentea bem como a stapelia gigantea. Adimiro muito as plantas da africa do sul e as coleciono, parabens pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  7. Murilo....como faço para conseguir um corte desta planta belissima?

    ResponderExcluir
  8. Murilo....como faço para conseguir um corte desta planta belissima?

    ResponderExcluir
  9. A minha está grande e bela mas nunca floriu

    ResponderExcluir